tipos e custo beneficio

Saber o que existe no mercado hoje é importante.

Qual a diferença de uma cadeira para as outras? Esta é uma das perguntas mais recorrentes entre os pais e familiares que por muitas vezes acabam por adquirir produtos que não oferecem todos os recursos necessários para uma boa postura. Primeiramente o que se deve saber é que existem tipos e funções diferentes quando o assunto é cadeira de rodas, vamos aqui explicar de forma clara quais os tipos um a um.

Cadeira de rodas hospitalar: Existem as cadeiras típicas chamadas de hospitalares, aquelas que se encontram em estabelecimentos comerciais como Hipermercados, aeroportos e também em hospitais, são cadeiras geralmente em aço, que possuem rodas traseiras grandes, assento e encosto em lona e que suas rodas tanto dianteiras como traseiras não possuem o sistema de desengate rápido, são cadeiras para o simples transporte de pessoas por um pequeno período, pois não oferecem conforto, boa postura ou mesmo foram projetadas para o uso a longo prazo, há também no mercado as cadeiras hospitalares em alumínio, mas a sua funcionalidade é exatamente a mesma o que mudou foi somente o material de fabricação da parte metálica.

Cadeira de rodas Confort "postural": Há no mercado alguns modelos de cadeiras de rodas denominadas como linha Confort, neste caso os produtos oferecem um apoio de cabeça convencional, assento e encosto conformados em espuma cobertos por uma capa, algo melhor do que o caso anterior onde o assento e encosto eram simplesmente uma lona dura, muitas vezes esta linha Confort possui um chassi com rodas traseiras menores que as cadeiras da linha hospitalar, mas existem as exceções, apesar desta linha oferecer como o próprio nome já diz mais conforto, esta ainda deixa muito a desejar, pois não basta um encosto macio e um assento confortável para se ter uma boa postura, é necessário poder contar com apoios de tronco e quadril bilaterais, um bom sistema de apoio de cabeça, cintos pélvico e peitoral ou quem sabe um outro tipo de cinto, tudo irá depender da necessidade do usuário. É importante que a cadeira ofereça tudo isso para que os profissionais possam atingir o melhor resultado possível para o bem estar do usuário, pois com um material pobre não há como se trabalhar e obter resultado satisfatório.

Cadeira de rodas adaptada: Nesse caso o Braziliam way (jeitinho brasileiro) é a solução, muitas pessoas recebem por doação ou via SUS uma cadeira Hospitalar ou até mesmo uma da linha Confort, mas estes tipos de cadeiras não atendem as principais necessidades do cadeirante que são conforto e postura, então algumas Instituições de renome e hoje muitas empresas interessadas neste mercado resolveram que fazendo uma adaptação, utilizando madeira, espuma e uma capa, se poderia confeccionar um assento e um encosto mais adequado e com a possibilidade de se parafusar apoios de tronco e cintos, assim chegando o mais próximo do ideal. Logicamente que em uma economia sensível como é a que se vive no país, as pessoas querem fazer uso do que possuem e sempre buscam adaptar o que já esta em mãos e dentro do orçamento mesmo que não seja o ideal, o problema é que no mercado atual cobram caro por adaptações que não atingem um bom padrão de qualidade e durabilidade, em alguns casos existe até um comprometimento da segurança do usuário.

Cadeiras de rodas personalizadas feitas sob medida: Este produto que se trata da cadeira de rodas, é fabricado sob medida, ou seja, de acordo com a idade e tamanho atual do usuário, como se trata de um produto fabricado somente perante pedido, abre a possibilidade de personalização como, escolha de cores e demais possibilidades como incluir o nome do usuário em algumas peças, estampagem de personagens em calotas e etc. Muitas vezes a oportunidade que parece boa pode não ser, pois depende de outros fatores para realmente funcionar, este tipo de produto pode ser o céu ou o inferno e por isso os pais e profissionais da área devem ficar muito atentos, pois o produto apesar de oferecer a possibilidade de personalização e ser fabricado sob medida, este pode não atender às reais necessidades do usuário, mas isso só será possível ver quando o produto já estiver sendo entregue, isso ocorre porque estes produtos não foram concebidos baseados em estudos e fundamentados em atendimentos clínicos de centenas de casos, onde se tem a visão de quais são as necessidades reais de cada caso e diagnóstico. Cabe principalmente aos profissionais orientar os pais e familiares a respeito desse tipo de produto e prever se o mesmo atende ou não às necessidades e demandas posturais, caso a avaliação seja positiva a aquisição de tal será um sucesso.

Cadeira Ergonômica Postural ORTRUS

Diferente de tudo no mercado, este produto foi e continua em constante desenvolvimento tendo como base sólida as necessidades reais dos usuários e as novas tecnologias disponíveis no mundo industrial, somado ao atendimento presencial da equipe ORTRUS de muitas centenas de casos clínicos, isso gerou uma base de dados muito robusta e confiável para se trabalhar e conseguir alcançar os melhores resultados quando se compara a outras empresas no mercado da ergonomia, conforto e postura.

Normalmente no caso das outras cadeiras o interessado compra um produto já pronto, que esta lá somente esperando para ser vendido, que foi fabricado em uma linha de montagem de forma genérica, que não foi produzido levando em conta as necessidades e condição atual do usuário, pois o que se deve entender é que o usuário é a pessoa mais importante e que os familiares buscam soluções para dificuldades especificas, as quais produtos fabricados de forma impessoal como somente um produto genérico, dificilmente atenderão a demanda.

As cadeiras e produtos da ORTRUS são fabricados a partir de uma avaliação de cada caso, levando em conta diagnóstico, deformidades, idade, tamanho, peso e perspectiva futura de crescimento principalmente no caso de crianças, nos outros tópicos acima citados anteriormente, quando a criança cresce ou muda, se perde tudo, cadeira, adaptações, pois aqueles sistemas não permitem expansões e mudanças futuras como a ORTRUS oferece. Nosso atendimento também é diferenciado, pois quanto mais se souber a respeito do caso, melhor será o entendimento das necessidades que o usuário demanda, a cadeira é produzida baseada em informações mais relevantes e posteriormente o produto ainda pode ser ajustado para oferecer um resultado ainda melhor.

Quem escolhe nossos produtos, geralmente já possui outras experiências anteriores muitas vezes ruins com outras marcas, algumas delas possuem produtos muito bons, de excelente qualidade, munidas de certificações até internacionais, então o que deu errado? Os profissionais e os pais precisam ter em mente que para se atingir o objetivo é necessário existir uma cadeia hierarquia das necessidades de cada caso na seguinte ordem:

1- Postura: Causa estranheza a todos ao apontarmos postura como o primeiro itém de consideração, mas caso não seja nessa ordem, qualquer coisa servirá para o usuário, pois não haverá diferença entre uma cadeira inadequada, um sofá ou uma rede porque todos estes podem oferecer conforto, mas nunca uma boa postura, todo profissional deve saber que a maioria das deformidades e seu agravamento no geral surgem devido a má postura.

2- Conforto: Este itém é muito fácil de se conseguir isolado, se o objetivo é apenas conforto não há dificuldade alguma em obtê-lo, a dificuldade começa quando é necessário juntar conforto + postura, pois este segundo citado exige do usuário esforço, incomoda, ou seja, fatores contrários ao que se diz conforto, dependendo do grau de deformidade, por exemplo uma cifoescoliose, existe um limite não delineado de até onde se pode ir no posicionamento, muitos casos levam anos para chegar em um grau mais severo e não é em 1 dia de trabalho de adequação postural que se reverte isso, melhora-se bastante em pouco tempo, mas há a necessidade de se fazer um atendimento periódico. .

3-Possibilidade mudanças posteriores: Crianças crescem, não ficam menores, deformidades mudam, muitos casos passam por cirurgias corretivas, isso impacta brutalmente no equipamento de uso diário, caso ele não possibilite mudanças ou ajustes amplos os usuários perderão o equipamento em pouco tempo gerando uma demanda de gasto na compra de um outro produto em tamanho maior a cada ano, caso os tomadores da decisão de compra não se atentem a certos fatores simples e naturais.

4- Praticidade de uso: É importante poder desmontar de forma fácil o equipamento para transporte em veiculos menores, mas praticidade não é somente isso, também é necessário que os pais e cuidadores consigam replicar o resultado postural no uso diário do produto após um treinamento básico, pois de nada adianta um equipamento bom se quem irá lidar com ele no dia-a-dia não conseguir obter o resultado esperado.

5- Todo o resto: Este ponto se refere realmente a todo o resto, design, cores, formas, estampas, enfeites, apetrechos e demais coisas que não possuem vinculo com a Postura e Conforto, se tornou muito comum pais, familiares e profissionais se deixarem levar por outros fatores de pouca relevância, logicamente que quando estes vêm enriquecidos do que realmente é importante somam. Houve muitos casos de pessoas que compraram equipamentos simplesmente por eles terem uma cor mais bonita ou um visual melhor que outro produto que foi idealizado para certa função especifica, o final já sabem, termina em prejuízo, dores de cabeça e mais gastos.  O que é mais importante?  O que é mais importante que a Postura e Conforto? Fica a reflexão.

  • Image

    Atendimento clínico

    Este tipo de atendimento ocorre somente com agendamento prévio, desta forma garantavaliação do caso levando em conta fatores determinantes para a fabricação do equipamento personalizado.

    Na avaliação são tiradas as medidas antropométricas, é observado se o futuro usuário possui alguma deformidade importante e qual o seu grau, geralmente a equipe monta um mostruário esboço para que a familia tenha uma ideia de como o usuário ficará no quesito postura quando sentado em nosso equipamento.